Ouça o "Awaken, My Love!", aguardado novo álbum do Childish Gambino!
Matuê faz sua estreia no jogo lançando clipe lisérgico; Confira "R B N"
Com muito trap, Nova Zstreet lança sua mixtape de estreia "Noites em Boates"; ouça

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Antigo guarda-costas do Eminem relata que Suge Knight e seus capangas tentaram pegar o rapper no TSA 2001

Suge Knight e Dr. Dre foram rivais por muito tempo, e o chefão da extinta Death Row Records sempre fez questão de provocar todos amigos do autor do The Chronic. Eminem é um desses, que chegou a ser chamado de racista por Suge em 2005, mas Dre nunca deixou seu pupilo se envolver na treta que ele tinha com seu antigo patrão.

Apesar de tudo, de acordo com um antigo guarda-costas do Eminem, o qual atende pelo apelido de Big Naz, o rapper de Detroit e Suge Knight tiveram uma grande divergência há um bom tempo atrás. Promovendo seu novo livro Shady Bizzness, no qual ele contará diversas histórias inéditas dos anos que passou trabalhando como segurança do Eminem e Dr. Dre, Big Naz revelou em entrevista que Suge mandou capangas para intimidarem o autor de "Lose Yourself" no The Source Awards em 2001

Segundo Big Naz, guarda-costas não podiam sentar ao lado dos artistas na premiação, e Suge Knight estava bem perto do Eminem. Em certo ponto do evento, os dois começaram a discutir, e quando ele se deparou com a confusão, viu que Eminem estava cercado por diversos membros da gangue Blood. Ao tentar se aproximar e ver o que estava acontecendo, ele disse que um gangster disse a ele o seguinte: "Death Row, filho da pu##, Death Row".

Ao então confrontar um desses homens, ele descobriu que todos eles estavam lá a mando do Suge Knight para darem uma lição no Eminem. Felizmente, Big Naz relatou que conseguiu tirar Eminem dessa confusão, e que logo em seguida ligou rapidamente para Dre e mais seguranças para tentar garantir a segurança do rapper. No final de tudo, Eminem conseguiu se apresentar e receber prêmios no TSA 2001, mas Dre e ele tiveram que bolar um esquema para garantir que o rapper saísse do local em segurança.



Um fato que devemos ressaltar é que Proof, finado melhor amigo do Eminem, morreu misteriosamente pouco tempo após entrar em divergência com Suge Knight em um hotel no ano de 2005, e muitos acham que o empresário foi o mandante do crime.

Notícias relacionadas
Comentários